Literacia Financeira

A 7 de Novembro de 2016 o João convidou-me para colaborar com ele neste projecto. Já com uma ideia formada no seu espírito e até algum investimento realizado, ele decidiu convidar-me, a mim, que tanto contraponho a tanto que ele escreve, para colaborar com ele.

Anos a discutir tanto e tão pouco, e eis que ele decide que haveríamos de partilhar as nossas visões sobre finanças pessoais com o mundo, num mesmo espaço. E eu aceitei. A minha experiência de 12 anos de vida independente, e de 22 a opinar sobre o dinheiro dos outros, permitirão certamente escrever algo minimamente legível e quem sabe interessante para se ler.

Irei produzir novo conhecimento? Duvido. Irei dar respostas a alguém? Não tenho essa pretensão. Mas penso conseguir escolher pequenos temas e criar alguma reflexão objectiva e subjectiva sobre os mesmos. Daí a informalidade deste texto. Não importa o que eu vou escrever ou os argumentos apresentados, mas sim a identificação que possa surgir em quem me lê neste momento.

E essa identificação, no que respeita a finanças pessoais, começa na compreensão do conceito de Literacia Financeira (decorem este conceito!). A Australian Securities & Investments Comission (ASIC) diz-nos que “Financial literacy is defined as the ability to make informed judgments and to take effective decisions regarding the use and management of money.” (retirado de http://download.asic.gov.au/media/1924489/what-do-you-want-to-do-with-fin-lit-schools-dp.pdf a 7 de Novembro de 2016). Por outras palavas, a literacia financeira é definida como a capacidade para realizar juízos informados e aplicar decisões no uso e gestão do dinheiro.

Assim, eu tenho de ser capaz de:

- recolher premissas correctas (o que quero? quais os recursos disponíveis? qual o custo material e imaterial desta opção?);

- construir juízos ou interpretações desta premissas que as agreguem logicamente;

- tomar uma decisão que me satisfaça e me aproxime dos meus objectivos, sem prejudicar os meus restantes compromissos;

- concretizar e saborear o meu sucesso.

Ao longo dos próximos textos iremos expôr diversas premissas possíveis e até demonstrar alguns juízos nossos dos quais se poderão apoderar. O resto… está nas vossas mãos. Boas leituras e enviem-nos ideias!

 

No Comments Yet.

Leave a reply